FALAR...POR FALAR
... com sons e imagens... mas também silêncios, se fará esta conversa ... sempre ao sabor das palavras ...
18 de Maio de 2016

340x255.jpg

 

Só vi a primeira parte dos Globos de Ouro deste ano, mas foi o suficiente para ter matéria para este post.

Não vou falar dos vestidos (alguns bonitos outros nem tanto), nem das entrevistas, nem de quem foi com quem.

A minha questão prende-se com o humor, ou melhor, o pretenso humor no decorrer do espectáculo.

Por exemplo, à apresentadora não assentam bem aqueles textos mais "descontraídos" que a obrigam a fazer trocadilhos, a dar indirectas ou até a fazer figura ridícula ao falar do vestido, do seu autor e do passinho de dança para o mostrar na totalidade.

Acho que lhe assentam bem as apresentações formais, porque, até para se dizerem pequenas frases banais com alguma piada, é preciso ser um bom humorista.

Contudo, a questão que quero colocar não é em relação à apresentadora, mas àquele rapaz careca a quem encomendaram a função de divertir o pagode. Não sei quem é nem quem lhe escreveu os textos.

É talvez mais um, no rol dos actuais pretensos humoristas que aparecem e desaparecem como meteoros.

Não tinha piada. Mas nem sei se a culpa era dele. Foi ele que escreveu o seu próprio texto ou pagaram-lhe para debitar o texto de outros? Não sei, nem interessa para o caso.

A questão tem a ver com a falta de educação ou mais do que isso, de sensibilidade, ao pretender fazer-se humor ridicularizando pessoas. Que dizer do texto sobre o actual Presidente da República? Em que contexto apareceu ali?

Mas o momento mais chocante foi aquele que teve como alvo Lili Caneças (que não conheço, com quem não simpatizo nem deixo de simpatizar, que nunca vi na vida!): o rapaz fez a senhora levantar-se, ser o alvo de todas as atenções para depois fazer piada comparando-a ao relvado de um estádio de futebol porque ambos tinham a mesma característica que, obviamente, não vou repetir aqui ?!

Estes pretensos humoristas só conseguem que os ouvintes façam alguns esgares, que imitam vagamente sorrisos, quando ridicularizam alguém? Ou será que as pessoas recebem cachet para estarem em festas e isso inclui a autorização expressa de serem ridicularizadas? Não creio.

Se calhar, só eu é que fiquei chocada com isto.

Para mim, tal humorista e tal espécie de humor não dão para rir.

 

 

publicado por Til às 13:44 link do post
Playlist
O tempo em Lisboa
arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

25 de abril

alemanha conradin kreutzer viagens

alentejo solidão planície paisagem cante

ambiente

amor

annecy

ano novo

ano novo verdi la traviata libiamo

arte filme untitled pierre bourdieu

auschwitz gideon klein fotografia viagen

azulejos

barcelona m. caballé f. mercury picasso

bares

bergen hansa grieg fotografia

berlim muro de berlim viagens fotografia

bienal do mercosul porto alegre

boas festas natal

brasil

brasília niemeyer c.a. naves bossa nova

bruckner

budapeste hungria viagens

buenos aires

câmara de lisboa

carnaval portugês

castelo da lousã ermidas de nossa senhor

castelo rodrigo

castelos castelo de porto de mós

chopin

cidades

clima tropical

colónia do sacramento

concertos

copa do mundo 2014

copenhaga dietrich buxtehude fotografia

copenhaga museus arte contemporânea foto

copenhaga viagens carl nielsen

coqueiros

cozinha contemporânea viagens

crise impostos

cruzeiro

direitos dos cidadãos

e-fatura; deduções no irs

elektra's death dance

entrudo

escandinávia

estado de santa catarina brasil neve

facturas

festas

festas juninas

festivais

festival da canção 2017

florença

fome políticos györgy kurtag

fotografia

foz do iguaçú cataratas animais natureza

francesco de milano

gastronomia

gatos cats b. streisand a.l.weber fotogr

globos de ouro 2012 vestidos

globos de ouro da sic 2016

granada alhambra generalife fotografia

guimarães

helsínquia a.aalto arte nova fotografia

helsínquia design sibelius k.mattila fot

helsínquia t.turunen r.sirkiä la traviat

holanda grande dique within temptation v

holmenkollen

humor

imperador adriano yourcenar memórias moz

incerteza

interferência de aparelhos electrónicos

jacaré-de-papo-amarelo manguezal florian

kloster eberbach cistercienses alemanha

laguna anita garibaldi marco de tordesil

leeds h.moore corinne b.rae fotografia

leis

lisboa fotografia viagens

liubljana viagens fotografia janez biten

liubljana viagens jacobus gallus fotogra

londres fotografia academy of st. martin

lopes morgado tema de lara

lucian freud david lawson masp

luz

mainz bach fotografia viagens

mainz gutenberg telemann fotografia viag

mainz igrejas händel fotografia viagens

malbork polónia micolaj z radomia fotogr

mar

masp fotobienalmasp são paulo

milão

minas gerais artesanato música sertaneja

mont saint michel

morro do careca

mosteiro de tibães barroco românico

museus fotografia ralph vaughan williams

música

música francesa

música italiana

são luís do maranhão

viagens

todas as tags