FALAR...POR FALAR
... com sons e imagens... mas também silêncios, se fará esta conversa ... sempre ao sabor das palavras ...
08 de Novembro de 2013

A terceira exposição que vi no MASP, em meados de Outubro foi a de LUCIAN FREUD - CORPOS E ROSTOS, inaugurada  a 28 de Junho de 2013 e que estará patente ao público até 2 de Fevereiro de 2014, com curadoria de Richard Riley e Delphine Allier e colaboração de Teixeira Coelho.

Esta mostra traz pela primeira vez ao Brasil as obras deste artista, sobretudo a sua produção gráfica.

As obras são de dois períodos distintos: a década de 1940, quando ainda jovem fez algumas gravuras experimentais e, a partir da década de 1980, quando, usando a técnica da água-forte, criou obras, nomeadamente nus e retratos, que alguns consideram extraordinárias e que já foram descritas como “uma conquista paralela à suas pinturas”.

 

A exposição apresenta ainda ao público seis quadros: um autorretrato do começo de sua carreira e cinco pinturas de diferentes décadas, incluindo Girl with Roses, de 1947-48.

 

Girl with roses
 

Estão ainda patentes na exposição 28 fotografias tiradas por David Dawson, seu assistente, amigo e fotógrafo oficial, que nelas regista os movimentos do artista e dos seus modelos, no atelier, e às quais procurou imprimir a mesma dramaticidade das pinturas de Lucian Freud.

 

 

Lucian Freud por Teixeira Coelho:

 

Lucian Freud praticou o que se pode descrever como humanismo incômodo. “Pinto o que vejo, não o que você quer que eu veja”, costumava dizer aos que o censuravam por um verismo que julgavam exagerado. De fato, Lucian Freud mostrava um comprometimento total com seus modelos, persistentemente buscando apreender toda sua verdade, que ele via como algo invasivo e perturbador, não tranquilizador. Essa persistência o levava a gastar 18 meses de trabalho com uma modelo, sete noites por semana, para chegar à obra final.

Outra persistência sua foi com o figurativismo, que não abandonou em nenhum momento. Essa insistência chegou mesmo a causar escândalo quando, em 1976, uma exposição na Hayward Gallery de Londres organizada pelo também artista R.B.Kitaj defendeu o que este chamava “Escola de Londres”, reunindo artistas como o próprio Lucian Freud, Frank Auerback, Francis Bacon, Leon Kossof e outros que faziam do figurativismo um elemento de resistência contra o abstracionismo dominante. Abstracionismo, com Lucian Freud, só aquele acidentalmente feito por seus pincéis quando os limpava nas paredes de seu ateliê, sobrepondo mancha de tinta a mancha de tinta...

 

Confesso que não aprecio as obras de Lucian Freud, mas aqui fica a referência para os apreciadores que forem, entretanto, a São Paulo.

publicado por Til às 18:31 link do post
Playlist
O tempo em Lisboa
arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

25 de abril

alemanha conradin kreutzer viagens

alentejo solidão planície paisagem cante

ambiente

amor

annecy

ano novo

ano novo verdi la traviata libiamo

arte filme untitled pierre bourdieu

auschwitz gideon klein fotografia viagen

azulejos

barcelona m. caballé f. mercury picasso

bares

bergen hansa grieg fotografia

berlim muro de berlim viagens fotografia

bienal do mercosul porto alegre

boas festas natal

brasil

brasília niemeyer c.a. naves bossa nova

bruckner

budapeste hungria viagens

buenos aires

câmara de lisboa

carnaval portugês

castelo da lousã ermidas de nossa senhor

castelo rodrigo

castelos castelo de porto de mós

chopin

cidades

clima tropical

colónia do sacramento

concertos

copa do mundo 2014

copenhaga dietrich buxtehude fotografia

copenhaga museus arte contemporânea foto

copenhaga viagens carl nielsen

coqueiros

cozinha contemporânea viagens

crise impostos

cruzeiro

direitos dos cidadãos

e-fatura; deduções no irs

elektra's death dance

entrudo

escandinávia

estado de santa catarina brasil neve

facturas

festas

festas juninas

festivais

festival da canção 2017

florença

fluidez de trânsito

fome políticos györgy kurtag

fotografia

foz do iguaçú cataratas animais natureza

francesco de milano

gastronomia

gatos cats b. streisand a.l.weber fotogr

globos de ouro 2012 vestidos

globos de ouro da sic 2016

granada alhambra generalife fotografia

guimarães

helsínquia a.aalto arte nova fotografia

helsínquia design sibelius k.mattila fot

helsínquia t.turunen r.sirkiä la traviat

holanda grande dique within temptation v

holmenkollen

humor

imperador adriano yourcenar memórias moz

incerteza

interferência de aparelhos electrónicos

jacaré-de-papo-amarelo manguezal florian

kloster eberbach cistercienses alemanha

laguna anita garibaldi marco de tordesil

leeds h.moore corinne b.rae fotografia

leis

lisboa fotografia viagens

liubljana viagens fotografia janez biten

liubljana viagens jacobus gallus fotogra

londres fotografia academy of st. martin

lopes morgado tema de lara

lucian freud david lawson masp

luz

mainz bach fotografia viagens

mainz gutenberg telemann fotografia viag

mainz igrejas händel fotografia viagens

malbork polónia micolaj z radomia fotogr

mar

masp fotobienalmasp são paulo

medina

milão

minas gerais artesanato música sertaneja

mont saint michel

morro do careca

mosteiro de tibães barroco românico

música italiana

poluição

são luís do maranhão

viagens

todas as tags