FALAR...POR FALAR
... com sons e imagens... mas também silêncios, se fará esta conversa ... sempre ao sabor das palavras ...
02 de Setembro de 2012

Uma das coisas que mais me impressionaram, na minha primeira visita a Berlim, foi o Museu Pergamon.

Vi vários museus em Berlim, mas aquele tornou-se numa experiência inédita e marcante.

Sabia que guardava uma importante colecção de antiguidades gregas, romanas, islâmicas e do Próximo Oriente, mas não imaginava que iria encontrar ali, os próprios monumentos.

Ninguém me avisara que, ao entrar na sala principal, me depararia com o verdadeiro Altar de Pérgamo!

Toda a estrutura deste monumento do século II a.C. fora deslocada do seu lugar de origem e ali estava diante de mim.

 

Altar de Pérgamo
 

Senti um arrepio de emoção como nunca sentira frente a qualquer outra peça.

É que estava à espera de ver fragmentos, de ver estátuas, de ver bocados do que fora o Altar de Pérgamo, não estava preparada para o ver ali, reconstruído (apesar de não intacto) numa sala de um museu.

 

Mas, as emoções não tinham acabado ainda e noutra sala deparo com a Porta (sul) do Mercado de Mileto, mandada construir por Adriano, não em miniatura, não em maquete, mas  inteira, com os seus dezasseis metros de altura, ali, à minha frente! 

 

Porta do Mercado de Mileto
 

…e, depois, um palácio assírio… e, depois ainda, a Porta de Ishtar e a Via Processional, uma das oito portas da cidade da Babilónia, com os seus catorze metros de altura, mandada construir por Nabucodonosor II, no século VI a.C., composta por milhares de tijolos azuis vidrados onde se destacam as figuras de animais (touros, leões, etc) feitos em tijolos dourados, que eu já vira tantas vezes reproduzidos em livros de arte!

 

Porta de Ishtar
 

Se tivesse visto estes monumentos in situ não me teriam impressionado tanto.

Era expectável que fossem monumentais as portas de uma grande cidade ou um altar de um deus.

Mas, ali? toda essa monumentalidade dentro de um museu?!!!

 

Aquele arrepio de emoção repete-se ainda, sempre e de cada vez que relembro o Museu Pergamon.

Por isso, tacitamente, todos os outros museus passaram a ser classificados tendo-o como referência: este é melhor ou pior do que o Pergamon? a emoção que senti neste é maior, igual ou menor do que a que senti no Pergamon?

 

... e, até agora, por muito importante, rico, grandioso e interessante que seja, nenhum museu, dos muitos que já visitei, conseguiu ultrapassá-lo…

 

Por isso, hoje, em vez de música, aqui fica um pequeno vídeo.

Ele dirá, por imagens, o que eu não fui totalmente capaz de dizer, por palavras.

 

publicado por Til às 14:10 link do post
O tempo em Lisboa
arquivos
pesquisar neste blog
 
tags

25 de abril

alemanha conradin kreutzer viagens

alentejo solidão planície paisagem cante

ambiente

amor

annecy

ano novo

ano novo verdi la traviata libiamo

arte filme untitled pierre bourdieu

auschwitz gideon klein fotografia viagen

azulejos

barcelona m. caballé f. mercury picasso

bares

bergen hansa grieg fotografia

berlim muro de berlim viagens fotografia

bienal do mercosul porto alegre

boas festas natal

brasil

brasília niemeyer c.a. naves bossa nova

bruckner

budapeste hungria viagens

buenos aires

câmara de lisboa

carnaval portugês

castelo da lousã ermidas de nossa senhor

castelo rodrigo

castelos castelo de porto de mós

chopin

cidades

clima tropical

colónia do sacramento

concertos

copa do mundo 2014

copenhaga dietrich buxtehude fotografia

copenhaga museus arte contemporânea foto

copenhaga viagens carl nielsen

coqueiros

cozinha contemporânea viagens

crise impostos

cruzeiro

destaques

direitos dos cidadãos

discotecas

e-fatura; deduções no irs

elektra's death dance

entrudo

escandinávia

esplanadas

estado de santa catarina brasil neve

facturas

festas

festas juninas

festivais

festival da canção 2017

florença

fluidez de trânsito

fome políticos györgy kurtag

fotografia

foz do iguaçú cataratas animais natureza

francesco de milano

gastronomia

gatos cats b. streisand a.l.weber fotogr

globos de ouro 2012 vestidos

globos de ouro da sic 2016

granada alhambra generalife fotografia

guimarães

helsínquia a.aalto arte nova fotografia

helsínquia design sibelius k.mattila fot

helsínquia t.turunen r.sirkiä la traviat

holanda grande dique within temptation v

holmenkollen

humor

imperador adriano yourcenar memórias moz

incerteza

interferência de aparelhos electrónicos

jacaré-de-papo-amarelo manguezal florian

kloster eberbach cistercienses alemanha

laguna anita garibaldi marco de tordesil

lazer

leeds h.moore corinne b.rae fotografia

leis

lisboa fotografia viagens

liubljana viagens fotografia janez biten

liubljana viagens jacobus gallus fotogra

londres fotografia academy of st. martin

lopes morgado tema de lara

lucian freud david lawson masp

luz

lyon

mainz bach fotografia viagens

mainz gutenberg telemann fotografia viag

mainz igrejas händel fotografia viagens

malbork polónia micolaj z radomia fotogr

mar

masp fotobienalmasp são paulo

milão

música italiana

poluição

são luís do maranhão

viagens

todas as tags